Buscar
  • lupuscare

Por que existem mais mulheres com lúpus do que homens?

O lúpus é uma doença autoimune que afeta desproporcionalmente as mulheres: 9 em cada 10 adultos com lúpus são mulheres e a maioria das  entre 15 e 44 anos.

Não se sabe ao certo porque as mulheres desenvolvem mais a doença, mas alguns fatores podem ter um papel importante para desvendar este mistério.
HORMÔNIOS:

Pesquisadores sabem que fatores ambientais, casados com genes, podem contribuir para o aparecimento dos sintomas do lúpus. E o fato de que a maioria das mulheres é diagnosticada durante seus anos reprodutivos dá uma pista de por que essa doença é muito mais prevalente em mulheres jovens do que em homens.

O estrogênio, especificamente, provavelmente contribui para o desenvolvimento do lúpus em mulheres geneticamente suscetíveis. De de acordo com pesquisa, tanto o estrogênio endógeno que seu corpo produz quanto o estrogênio sintético consumido no controle da natalidade favorecem o desenvolvimento de lúpus.
O estrogênio sozinho não é suficiente para causar lúpus, caso contrário, a maioria das mulheres teria lúpus.  É preciso ter uma tendência genética e provavelmente outros fatores envolvidos. Se você tem um membro da família com lúpus, vale a pena conversar com seu médico sobre se o controle hormonal da natalidade é ou não o método certo para você.
O CROMOSSO X:

Pesquisas adicionais sobre por que as doenças autoimunes são mais prevalentes em mulheres estão no nível cromossômico. Lembrando das aulas do colégio, sabemos que a diferença genética entre o homem e a mulher são os cromossomos X e Y; as mulheres têm dois cromossomos X em cada célula do corpo e os homens têm um cromossomo X e um cromossomo Y.

Se ambos os cromossomos X em uma célula fossem ativados, eles seriam poderosos demais para o seu corpo lidar. Portanto, durante o desenvolvimento de cada célula em seu corpo, um dos dois cromossomos X torna-se inativado. Pesquisas sugerem que as variações em como as células de uma mulher fazem isso podem afetar a forma como o sistema imunológico é treinado para responder ao que o corpo pode considerar uma ameaça, fazendo com que se volte contra si mesmo.

Isso pode ajudar a explicar por que as mulheres têm mais doenças autoimunes em geral, não apenas lúpus. Isso implica que homens e mulheres são diferentes no nível celular, não apenas no nível do organismo. Só agora os cientistas estão descobrindo como isso contribui para o sistema imunológico e as doenças autoimunes.
LÚPUS E RAÇA

Além do aumento do fator de risco que as mulheres jovens já enfrentam, as mulheres negras, latinas e asiáticas têm mais probabilidade de contrair lúpus do que as brancas - e muitas vezes experimentam efeitos colaterais mais graves.

Em dois estudos em Michigan e na Geórgia, os pesquisadores descobriram que as mulheres negras desenvolveram lúpus em uma idade mais jovem do que suas contrapartes brancas. Eles também tiveram mais complicações com risco de vida, incluindo doença renal relacionada ao lúpus e insuficiência renal.

Um estudo recente com mulheres em Manhattan descobriu que o lúpus afeta mais mulheres latinas e asiáticas do que mulheres brancas no bairro de Nova York. Como as mulheres observadas em estudos anteriores, o lúpus também tinha maior probabilidade de ser grave e levar a complicações nos órgãos.

Assim como muitas das perguntas que cercam o lúpus, por que mais mulheres negras são afetadas pelo lúpus é difícil de responder. Mas a maioria das pessoas que estudam a questão concorda que existem, de fato, claras diferenças étnicas e raciais na prevalência, gravidade e resultados do lúpus, diz ele. E essas diferenças refletem diferenças nas variáveis ​​genéticas, socioeconômicas e ambientais que estão intimamente ligadas à etnia e raça.

Mais pesquisas são necessárias para examinar melhor por que sexo, raça e etnia podem alterar a probabilidade de doenças. 
Converse com seu médico se tiver preocupações com sua saúde, já que o diagnóstico e o tratamento precoce do lúpus podem ajudar a prevenir algumas das complicações mais graves.
92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seguir

Av Epitácio Pessoa - Lagoa

Rio de Janeiro - RJ - Brasil

E-mail: contato@lupuscare.com.br

Tel: (21) 98657-3545

  • YouTube
  • Instagram ícone social
  • Wix Facebook page