Buscar
  • lupuscare

COMO O LÚPUS PODE AFETAR O SEU CÉREBRO?

Atualizado: Abr 22


O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) pode causar em alguns pacientes sintomas como problemas de concentração e memória, confusão e dificuldade de se expressar. Não é difícil escutar relatos de pessoas, que sofrem com esses sintomas. Mas como o lúpus provoca este estado e o que fazer para poder evitar e aprender a reduzir seus efeitos?

Qual a causa destas deficiências cognitivas?

A causa exata deste estado clinico, é difícil de definir, dizem os especialistas. Em alguns casos, o lúpus pode danificar as células do cérebro, levando diretamente a problemas cognitivos. No entanto, na maioria dos casos, outros fatores podem influenciar para que o paciente desenvolva este estado, incluindo fadiga, estresse e depressão. Esta confusão mental é por vezes pior em pessoas que também têm fibromialgia.

Embora seja possível que os efeitos colaterais de drogas como os esteroides possam piorar este estado, os especialistas dizem que a troca de remédios raramente resolve o problema. Enquanto os pesquisadores estudam as possíveis causas para esta confusão mental, os médicos recomendam se concentra nas estratégias de enfrentamento que ajudam as pessoas a lidar com isso.

Como prevenir e tratar estados de confusão mental?

1) Escreva: Alivie a carga na sua memória de trabalho. Em vez de tentar manter as coisas na sua cabeça - e falhar - anote-as. Anote tudo - todas as tarefas domésticas, todos os aniversários e todas as consultas médicas. Tome notas durante as conversas. Você precisa ter o hábito de escrever até mesmo as coisas que você acha que nunca esqueceria.

2) Organize-se: Mantenha tudo em um diário para que você não termine com suas anotações em pedaços aleatórios de papel. Consulte essas anotações muitas vezes ao dia. Crie um cronograma e uma lista de tarefas gerenciáveis ​​- ou mesmo apenas um objetivo específico - para cada dia. Se você tiver um smartphone, baixe um bom aplicativo de anotações que possa ser acessado no telefone e no computador.

3) Priorize: Divida suas tarefas em duas categorias - coisas que devo fazer e coisas que seria bom fazer. Tente focar naquilo que é preciso fazer. Uma maneira alternativa de organizar é classificar itens de tarefas por quanto estresse eles estão causando e se livrar das coisas estressantes primeiro.

4) Fale seus pensamentos em voz alta: As coisas parecem ficar melhor na memória de curto prazo, se você dizê-las em voz alta. Quando conhecer novas pessoas, use o nome delas algumas vezes na conversa. Depois de um bate-papo ou reunião no trabalho, repita os pontos principais - isso ajudará a solidificar sua memória e permitirá que outras pessoas preencham o que você perdeu.

5) Respeite o seu tempo: Pessoas com que apresentam confusão mental, devem descobrir quando são mais eficientes e agendar tarefas importantes para então. Talvez seja uma hora específica do dia ou depois de uma dose de medicação. Manter o controle do tempo pode ajudar de outras maneiras. Distribua uma quantidade específica de tempo para uma tarefa e mantenha-se com um timer.

6) Exercite sua memória: Jogar jogos de palavras e fazer palavras cruzadas pode ajudar a aguçar sua memória. Muitas das técnicas que ajudam pessoas mais velhas que estão ficando esquecidas também beneficiam pessoas com nevo de lúpus. Mantenha sua mente ativa e envolvida.

7) Mantenha bons hábitos: Se você tem lúpus, precisa cuidar de si mesmo. Reduzir o estresse, tirar sonecas e dormir o suficiente à noite pode ajudar a aliviar os sintomas. O exercício regular é importante, para tornar o cérebro mais aguçado.

8) Busque ajuda especializada: Não encare esta situação sozinho. Os especialistas podem ajudar a ensinar maneiras de contornar os sintomas cognitivos. Obter um encaminhamento para um neuropsicólogo e outros tipos de especialistas (conselheiros vocacionais, terapeutas cognitivos e alguns terapeutas ocupacionais) que podem ajudá-lo a lidar com o esta condições é importante neste momento.

9) Seja honesto consigo mesmo : Se seus sintomas de deficiência cognitiva forem leves, você pode não precisar alterar muito sua rotina. Se forem graves - ou duradouros - você pode precisar considerar grandes mudanças em sua vida e carreira.

10) Divida o problema com as pessoas ao redor: Tenha uma conversa honesta com seus entes queridos sobre o assunto. Deixe claro que este estado não é perigoso e que provavelmente vai desaparecer. Eles também precisam entender que quando as coisas escorregam em sua mente - como um jogo ou recital de futebol de uma criança - é um sintoma da doença, e não porque você não se importa.

Sofrer de confusão mental, pode ser terrivelmente desencorajador. Pode minar sua confiança e até mesmo seu senso de identidade. É importante lembrar que não é você, é apenas mais um sintoma de lúpus - como articulações doloridas ou erupções faciais.

Não se desespere e não se contente com os sintomas. Converse com seu médico e veja se você pode obter uma referência para alguém que é especialista no tratamento. Os tratamentos certos ajudarão você a se sentir melhor e mais confiante novamente.


0 visualização

Seguir

Av Epitácio Pessoa - Lagoa

Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Tel: (21) 2266 - 1794

E-mail: contato@lupuscare.com.br

  • Instagram ícone social
  • Wix Facebook page